Para não esquecermos!

“(…) o caminho que percorreste não era a direito mas cheio de encruzilhadas, a cada passo havia uma seta que apontava para uma direcção diferente; dali partia um atalho, de acolá um carreiro cheio de ervas que se perdia nos bosques.
Alguns desses desvios fizeste-os sem te aperceberes, outros nem sequer os viste; não sabes se os que não fizeste te levariam a um lugar melhor ou pior; não sabes, mas sentes pena.
Podias fazer uma coisa e não fizeste, voltaste para trás em vez de seguir em frente. (...)”
Susanna Tamaro
Às vezes, é importante saber desistir, quando se torna demasiado doloroso continuar.

Comentários

  1. Eu estou a fazer um doutoramento em cancro. Gostei imenso desta fotografia "encruzilhadas". Gostava de saber se a posso usar na capa da minha tese. Nesse caso, precisava de saber o nome do fotografo.
    Precisava de saber a resposta com urgencia.
    Obrigada

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares