Lamechices


Às vezes ainda não acredito que sou mãe...
Olho para o M. e sinto uma coisa indescritível, a sensação de que nasci para isto.
Eu adoro o que faço, sei que sou uma boa profissional, mas a verdade é que agora sinto que o meu propósito de vida é mesmo este, adoro ser mãe.
Mamã, igual à mamã que tenho, daquelas muito galinhas, que aperta e não larga...
Antes de ser mãe, tinha verdades inabaláveis... quando for mãe não vou fazer isto, nem aquilo, nem mimimimimi, enfim...
Às vezes ouvia um" quando fores mãe vais ver..." e pensava sim, sim, mas eu não, porque eu lálálálá.
O peixe morre pela boca e hoje sei que sou uma pessoa muito diferente daquela que dizia e pensava saber muito sobre maternidade.
Hoje sou mais "molinha" , muito menos durona.
Contento-me com sorrisos sem dentes, festinhas que arranham, choros que falam.
Escrevo enquanto o meu miúdo brinca no tapete de actividades aqui ao meu lado e rio-me com ele quando acerta num boneco ou quando fica apaixonado a olhar para mim.
É de longe a maior das conquistas de vida.
T


Comentários

Mensagens populares