A 2ª gravidez

Desabafo.
A segunda gravidez.
Não sei bem por onde começar a escrever isto.
Adoro estar grávida, adoro que estejamos grávidos da forma como foi, adoro a ideia de ter dois filhos e quem sabe podermos ainda tentar um terceiro.
Este "bónus " extra que a vida nos deu deixa-me grata, mas não consigo deixar de sentir um medo e um receio que não consigo explicar muito bem e até tenho alguma vergonha em descrever.
Embora tenha percebido que o que estou a sentir é normal, mas não deixa de ser estranho.
Tenho medo, tenho medo pelo M. tenho medo por mim, tenho medo que o meu amor não se multiplique e se divida pelos dois.
Quando o M. nasceu, não houve dúvidas , foi visceral, forte, quase doía, era meu aquele pequeno ser e eu amei-o logo, amei-o na gravidez mas quando o puseram em mim, não foi sereno ou calmo, foi brutal, no verdadeiro sentido da palavra.
Foi assim um amor cheio de tudo.
Só quero sentir o mesmo por este bebé e que o M. não deixe de sentir que é o nosso bebé.
São angústias que começam a surgir e me deixam às vezes com um nó na garganta.
Eu sou um bocadinho chorona e muito emotiva e estas coisas deixam-me a pensar.
Sei que isto é irracional e que quando chegar o momento a natureza se encarrega de organizar tudo.
Sinto o M. a crescer tão rápido, sinto o bebé na barriga e a ligação é cada vez maior e quero amar os dois igual sem que nenhum deles se sinta menos em relação ao outro.
T



Comentários

  1. O amor vai-se multiplicar e vais ser a melhor mãe de todas para os DOIS!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares