A sanidade mental é sobrevalorizada

O M. vibra com músicas cantadas por mim, obviamente não tem a ver com o facto de eu cantar bem , porque não canto, mas ele gosta o que é que eu posso fazer.
Então passo o dia TODO a cantar " Naquela linda manhã..." ou "Atirei o pau ao ga-to-to " ou " Era uma casa muito engraçada..." ou " a correr trá á lá, a saltar trá lá lá".
E às vezes (quase sempre!) dou por mim a cantar para mim, ou no banho, ou no carro, ou a fazer o jantar, vestir-me , pentear-me, ao computador, etc etc, as canções... ai o raio das canções não me saem da cabeça... eu já estou FARTINHA delas mas não deixo de as cantar ora para o M. ora como se não bastasse, nos períodos de descanso canto para mim proópria. Lindo!
Também tenho a versão dança, é verdade, dançamos muito os dois , eu gosto , ele gosta toda a gente gosta, toda a gente gosta...
No outro dia era verem-nos em pleno estacionamento das Amoreiras (que tem música!) a dançar para o M. e o pior era que não estava sozinha, tinha o R. comigo ao lado e estavamos os 3 a dançar enquanto punhamos o M. no ovo.
O segurança que entretanto se aproximou baixou a cara e nós acalmámos os ânimos!
De resto é dançar nos elevadores quando estamos sozinhos, casas de banho, fraldários e coisas do género.
Enfim.
T

Comentários

  1. Como eu te compreendo, o L vibra com a música do coelhinho, assim que eu começo " de olhos vermelhos, de pelo branquinho.." é a loucura TOTAL!! E sim, também eu dou por mim a cantar para mim própria o Loiro, Loiro papagaio palrador, o cavalinho que não sai do lugar.. olha.. viva a sanidade mental :)
    beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares