2 meses


Hoje o M. faz 2 meses.
Tivemos alta do Hospital, estamos em casa e em recuperação.
Foi uma semana muito longa, conheço quase todos os pediatras, enfermeiras e auxiliares, conheço o segurança da recepção que nos abria a porta principal quando íamos comer alguma coisa ao jantar , mesmo que a porta já esteja fechada e a entrada seja feita pelas urgências.
Guardo algumas memórias menos felizes: o alarme da máquina que controla as saturações de oxigénio e os batimentos cardíacos, que me sobressaltava, cada vez que apitava.
A sensação de ver os outros meninos a terem alta, a irem embora e nós a ficarmos mais uma noite, mais uma noite, mais uma noite...
A ginástica respiratória, a aspiração (ser aspirado implica introduzirem uma sonda nas narinas e pela boca para lhe aspirarem as secreções, para provocar tosse e para ele DEPOIS ficar mais aliviado, mas durante todo o processo o M. esperneia, braceja, sou eu quem lhe agarro os braços e falo com ele para minimizar o que quer que seja que existe para minimizar num momento destes, fica vermelho e chora, chora muito, fica com as lagriminhas a escorrer pela cara.
Para mim era uma tortura e também eu às vezes ficava com as lágrimas nos olhos.
Enfim, no fundo foi um grande susto que agora tentamos deixar para trás das costas, tentamos não pensar em medições de oxigénio e afastar os fantasmas, para regressarmos à nossa casa e à nossa rotina.
Ainda temos 3 sessões de ginástica respiratória, mas essa já fazemos com uma perna às costas.
T

Comentários

Mensagens populares